Os Guardiões da Prata

sábado, 30 de agosto de 2008

 

Quem são os Guardiões da Prata?

Essa pergunta é respondida (embora ninguém tenha perguntado) hoje, aqui no altar.

O famoso (ou infame) grupo de heróis conhecido como Guardiões da Prata contou com muitas formações ao longo de quatro anos de campanha, até chegar a atual. Os membros anteriores foram muitos; seus destinos variam entre: morte, seqüestro, traição, aposentadoria, redenção, etc.

A equipe atual conta com sete integrantes e possui habilidades bastante diversificadas. O time está bem eclético. Confira.

Agnus Lachender Supramatti (humano, Paladino de Torm 7/ Guerreiro 1 / Cavaleiro do Cálice 1)
Esse honrado Paladino de Torm é o líder incontestável do grupo. Todos os seus companheiros o seguem por vontade própria e confiam na sabedoria do amigo. Agnus, em suas primeiras aventuras, apaixonou-se por Cassandra Wild, a bela e misteriosa clériga de Selûne que o acompanhava. Sofreu muito quando viu sua amada juntar-se a seus inimigos e chacinar inocentes. O rapaz acredita que a jovem sacerdotisa sofreu algum tipo de lavagem cerebral ou foi vítima de algum feitiço poderoso. Independente do que tenha acontecido, o bondoso herói sabe que chegará a hora de lutar contra seu grande amor, e provavelmente tomar sua vida. Vive um constante conflito entre amor e dever sagrado. É o único do grupo que voltou do reino da morte.

Jogador: Adriano “Cotona” Rodi Branco

Ishan Wild Supramatti ( humano, Clérigo de Selune 7/ Dicípulo Divino 4)
Sacerdote selunita que se juntou ao grupo quando descobriu ser irmão do paladino Agnus e também da incógnita Cassandra Wild. Como todo clérigo da Donzela da Lua, odeia a maligna Shar com todas as forças. Entrou para o grupo para conhecer e proteger seu familiar. Agora que alcançou parte de seu objetivo, acompanha os guardiões para resgatar sua irmã das garras da igreja das trevas. Assim como Agnus, Ishan é um homem valente e honrado. Entrou para a equipe em uma época de crise e renovou as esperanças de todos com sua fé inabalável.

Jogador: Nilo Charles

Marwen Fallanda (elfa da lua, Ranger 6 / Guerreira 4)
Nascida nas entranhas da Floresta Alta, e criada na belíssima Evereska, Marwen aventura-se desde a infância, quando acompanhava os pais – experientes e ousados aventureiros. Tornou-se uma fabulosa combatente; perita no combate ambidestro. Seu caminho cruzou com o do clérigo Ishan, que pediu sua ajuda para encontrar seus irmãos. Conseqüentemente, junto com o selunita, Marwen integra a atual formação dos Guardiões da Prata, e é peça fundamental da ofensiva da equipe.

Jogadora : Patrícia (Paty)

Rufio Escudo Partido(anão do escudo, Guerreiro 8/ Anão Protetor 3)
Nascido e criado nas entranhas da terra, esse anão passou a infância ouvindo o som de picaretas se chocando contra rochas em busca de Mithril e sentindo o calor feroz das forjas apinhadas de ferreiros dedicados. Rufio tinha dois caminhos pela frente: a forja e a guerra; escolheu o segundo. Ainda era um iniciante na arte do machado, quando participou da reconquista da Cidadela Felbarr, lar do povo anão por direito. Durante a batalha, admirou-se ao ver o homem, que seria o pai de Agnus, lutar em pé de igualdade contra o terrível rei orc Obold. Passados muitos anos, um amigo conterrâneo pediu-lhe que acompanhasse e protegesse o jovem filho daquele valoroso guerreiro, que ferira o até então imbatível rei bárbaro. Assim, Rufio juntou-se aos Guardiões da Prata. Junto ao jovem paladino, a habilidosa elfa compõe o braço armado do time.

Jogador: Pedro

Cardel Sharpei (humano, Mago 7 / Mago Vermelho de Thay 4)
Cardel é um homem de idade avançada, mas com a energia e fome de aventuras de um rapazote de vinte anos. Sua aparência frágil esconde uma perigosa e poderosa fonte de poder arcano, que não vacila em destruir seus adversários com seus poderosos efeitos. Este homem optou pela escola de Evocação, que combina mais com seu temperamento explosivo. O velho mago pertenceu a cruel irmandade arcana conhecida como Magos Vermelhos de Thay, que detém domínio incontestável sobre a região, tirando o sono das nações vizinhas. Sabe-se que este experiente homem cometeu algum crime em sua pátria, e agora é caçado por seus antigos companheiros. Sharpei fugiu para o outro lado do continente, mas mesmo assim não conseguia sentir-se seguro. Então resolveu juntar-se a jovens incautos e ingênuos em busca de proteção, embora alegasse estar em busca de poder arcano (o que, de certa forma, também é verdade). O ex-mago vermelho carrega uma maldição que pode colocar todo o grupo em perigo.

Jogador: Bruno Saloto Rossi ou Bruninho

Lícia (humano, Guerreiro10)

Pouco se sabe sobre este poderoso guerreiro. Conseguiu juntar-se a equipe, mesmo não tendo deixado seus motivos claros. Por algum motivo, o paladino e o clérigo resolveram dar um voto de confiança ao estranho.

Jogador: Roberto César


Dócrates (tiefling, Guerreiro 6/ Ladino 6)

Este habilidoso lutador odeia suas origens abissais. Faz de tudo para reprimir seus instintos cruéis e selvagens, comuns à sua natureza. Dono de uma destreza ímpar e mestre nas refinadas artes do sabre e da ladinagem, tornou-se importante na estratégia do grupo graças a sua versatilidade. Resolveu juntar-se aos Guardiões para tentar redimir-se dos crimes do passado, quando era um importante assassino da guilda conhecida como Ladrões das Sombras, de Amn.

Jogador: André – NPC

15 comentários:

Italo disse...

Perai, perai, perai. Deixa eu ver se entendi: Agnus é irmão de Ishan que é irmão de Cassandra que é(ou era) casada com Agnus. Mas Agnus não é irmão de Cassandra, né? Eu prefiro pensar que houve promiscuidade por parte de 1 dos pais dos 3, do que achar que houve incesto entre o paladino de Torm e a clériga de Selû...Shar. Ô família complicada! rsrsrsrsrs.

Um mago vermelho no grupo? Hmmm... interesting. Pena que ele não tenha muita chance de usar sua magia de círculo.

Lícia parece ser o personagem de algum jogador que encheu o saco pra entrar no grupo, mas não pensou ainda na sua história. kkkkkk. Mas eu posso está completamente enganado. Ah, e "Lícia" não parece um nome lá muito... er... másculo.

Notei que seus jogadores não costumam adotar classes de prestígio muito obscuras como algumas das peças por aqui. Acredite: ter um "Initiate of the Sevenfold Veil" ou um "Bear Warrior" no grupo pode dá bastante trabalho.

Estou ansioso para conhecer os antagonistas da história e os ex-integrantes do grupo. Principalmente Nanoc, o bárbaro.

Abraços!

Nilo disse...

sim eu sou irmao de cassandra e agnus.
nosso pai teve um caso com minha mae e de cassandra por tanto sou irmao por parte de pai do agnus e por parte de mae da cassandra enquanto os dois (agnus e cassandra ) nao tem laço de sangue algum.resumindo sou fruto de uma traiçao.

Agnus nao era casado com cassandra eles eram por assim dizer namorados.

Nilo disse...

BRAVO!!!! BRAVO !!!!!!ANDRÉ muito show isso que é introdução parabens mestre mando muito bem !!! abração

NIlo disse...

OPA EU LI BEM ELE QUER SABER DO MEU QUERIDO BARBARO NANOC SNIF!!!com certeza meu melhor personagem, jogo des dos 10 anos e digo esse barbaro foi tudo,o paladino e ele eram melhores amigos.

ele poderia estar vivo.
se eu enchesse o saco do mestre,mas sei que as vezes perder um personagem com glória como NANOC e melhor para o enredo de uma campanha tão boa como a do André.

mais uma coisa sou clerigo 7/Discípulo divino 4

Italo disse...

Conforme solicitado,
meu MSN: italocurvelo@hotmail.com

Se eu fosse o André, eu faria o seguinte: um belo dia, quando o paladino fosse invocar sua montaria celestial, ao invés de aparecer o "animal" de sempre, viria um certo outro cavalo que teve uma morte trágica em alto mar. =P. O que seria uma pena, já que o Nanoc não estaria presente pra vê-lo.

Até mais.

Abraços.

André Carvalho disse...

Valeu Nilão!!! Muito obrigado pelos elogios! Mas nossa campanha ta maneira pelo esforço e dedicação de todos! É sempre bom ter um jogador dedicado e animado como vc! Me inspira a dar o máximo de mim! Valeu!

Cotona disse...

Italo, sua curiosidade me rendeu boas risadas! Bem, dos 17 ex-integrantes, 14 deixaram o grupo por um motivo "banal"; Morte! hahahahah!

O Andre eh completamente sanguinario, soh pra vc ter uma pequena nocao, sou o unico do grupo original que ainda vive!

Nanoc foi um personagem hilario e lendario , certamente um dos poucos que sempre sera lembrado!

Abracos!! ( nao da pra botar acentos!Teclado bichado uaihaiuhaui)

André Carvalho disse...

� isso a�!!! Sou assassino mesmo!!! Adoro uma carnificina!!! bwahauhauhauhauha!!!! Na minha campanha � assim: Deu mole, morreu!

brainsstorm disse...

Ok, ainda bem que eu não jogo com você, André. Tenho uma tendência inata a atrair confusões... ;P

E bem, eu realmente fiquei confusa com Agnus ser irmão do clérigo, que por sua vez é irmão de Cassandra. Mas o meu bom senso (hã? isso existe?) me ajudou a entender. =)

Allana disse...

Ok, o comentário acima é meu. =D

Cotona disse...

Rsrsrsrsrsr.....
Atrair confusoes eh um hobby para os Guardioes, meu paladino ta ficando caduco com tanta encrenca!
Agora a gente ta fazendo um cruzeiro pra relaxar! rsrsrsrsrsr!

Italo, vc eh um mestre psicopata que nao mostra a minima precupacao com o psicologico dos personagens e jogadores? aiuhaiuahihaihiauaiuh

Andre, saiba que a pergunta nao eh nenhuma alusao a vc!aiuhahaiuau

Abracosss!

Italo disse...

Atrair confusões é a especialidade de qualquer grupo de aventureiros, principalmente quando são personagens jogadores.

Não, não, eu não sou um mestre-assassino-psicopata-sanguinário-sangue frio.

Como eu costumo dizer: "Minha generosidade não conhece limites".

Mas eu tento introduzir coisas na campanha para pertubar o psicológico dos personagens. Como na última sessão, em que a paladina ficou sabendo que um distrito da cidade de Memnom foi completamente desocupado (as pessoas foram expulsas de suas casas) para que um enclave dos magos vermelhos fosse estabelecido no lugar.

Mas até que esse negócio de chacinar personagens jogadores não me parece má idéia... hmmm...

André Carvalho disse...

HAHAHAHA! Eu tava brincando! Não me considero tão açogueiro assim. Mas devo admitir que a estatística é verdadeira. realmente 14 personagens empacotaram. No entanto, desses quatorze, apenas 8 foram personagens dos jogadores, e mesmo assim, desses 8, 4 morreram porque seus respectivos jogadores não se enquadraram de no grupo adequadamente ( na verdade alguns foram beeem frustrantes)

Mas concordo com o Cot quando ele diz que eu castigo o psicológico dos PCs.

Gosto de fazer com que tenham momentos de glória, vitória e tesouros adequados, mas tb adoro carregar a mão nos momentos críticos. Submeto-os a derrotas vergonhosas e humilhações pesadas.

Mas isso é legal, pq desperta ainda mais ódio pelos vilões. Quando os vencem, a vitória fica ainda mais saborosa.

That´s all folks!

E esperem bastante carnificina na próxima!!! BWAHUAUHAHUAHUAHUHUAHUAHUAHUAHUA

Anônimo disse...

Epaaaaaaaaaaa!Ja ia me esquecendo, Ishan nao eh fruto de uma traicao por parte do pai do Agnus, mas sim um antigo romance que nao deu certo!

Cotona disse...

Plagiando Allana! Ok, ocomentario de acima eh meu. =D